Fraude Contra Credores No Processo Falimentar

Fraude Contra Credores No Processo Falimentar - Iucksch ,Marlene Bouville,Jean-Marc | Nisrs.org Temos o prazer de apresentar o livro . em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Iucksch ,Marlene Bouville,Jean-Marc
DIMENSÃO
6,13 MB
NOME DO ARQUIVO
Fraude Contra Credores No Processo Falimentar.pdf
ISBN
4937779160642

DESCRIÇÃO

Desde o início de 2017, o “desafio da Baleia Azul” preocupa sociedades inteiras, não somente no Brasil, mas também em outros países, em to­dos os continentes. O “desafio” nada mais é que uma chamada perver­sa, veiculada por internet, endereçada a adolescentes rapazes e moças. No final de uma série de 50 etapas comandadas por um Administrador, eles devem suicidar-se. Neste livro, os autores descrevem o surgimento desse “desafio” para, em seguida, introduzir um diálogo mais amplo sobre dois fenômenos preocupantes das nossas sociedades. Primeiramente, o aumento de suicídios e tentativas de passagem ao ato entre jovens, o que é uma tendência atual no Brasil. Os autores ana­lisam a complexidade desse conjunto de elementos: as dificuldades próprias das transformações produzidas em moças e rapazes durante a adolescência e o encontro destes com a imensa riqueza da rede virtual, mas também com seus riscos e perigos, verdadeiras ciladas aos jovens apresentando fragilidades pessoais e familiares. Muitas crianças e ado­lescentes mergulham no mundo virtual e cortam-se do universo familiar, escolar, social, o que lhes traz consequências nefastas. Muitos são os pais e adultos que não se dão conta da gravidade da situação que pode se fabricar mesmo se os jovens estiverem fechados no quarto ao lado. Num segundo tempo, os autores discutem sobre a experiência francesa no acompanhamento de jovens suicidas ou em risco de pas­sagem ao ato. Trazem reflexões a partir de pesquisas e práticas em vários setores (clínica, proteção à infância, rede escolar), enfatizando o papel da prevenção e da criação de experiências inovadoras, com a formação de profissionais nas diferentes instituições. A gravidade da situação atual demanda também o investimento de políticas públicas. Este livro é destinado ao grande público e também a estudantes e pesquisadores de diferentes áreas: clínicos, profissionais da proteção à infância e adolescência, magistrados, assistentes sociais, professores, educadores, sociólogos promotores, antropólogos, diretores de insti­tuições e responsáveis por programas e projetos na área da família, infância e adolescência.COLEÇÃO A QUEM PERTENCE UMA CRIANÇA?A criança da sociedade moder­na ocidental ocupa o lugar que antes era dedicado ao casal. A estabilidade até então esperada nos laços conjugais desloca- -se sobre os vínculos de filiação. Tanto o homem quanto a mulher reivindicam seu filho, sua filha para si, de maneira ir­revocável, imprescritível. Repre­sentaria a criança o único vín­culo definitivo, aquilo que não se perde? À criança almejada, objeto de disputas, de amor infinito, nun­ca suficientemente outorgado, corresponde outra criança, em busca de ser acolhida e reconhecida no desejo dos pais, no lugar legítimo que a sociedade lhe deve. A coleção “A quem pertence uma criança? ” Procura levar ao público profissional, obras de outros profissionais de diferentes áreas, bem como univer­sitários e pesquisadores, que trabalham nas múltiplas faces dessas discussões fundamentais de nossa época. A coleção inscreve-se num pro­jeto à dimensão internacional, apoiada na ética da psicanálise, aberta a outros campos dis­ciplinares para assim melhor aproximar as questões próprias aos vínculos entre pais e filhos.

Os Autores brasileiros têm, é verdade, se dedicado ao tema, e produzido textos de alta qualidade, mas no bojo de trabalhos mais abrangentes. Faltava um livro inteiro dedicado ao tema.

ex., o legislador empregou, de forma inusitada, os verbos típicos no passado e, assim, a pena será aumentada de 1\3 até a metade, se o devedor 'manteve ou movimentou' recursos ou valores paralelamente à contabilidade exigida pela legislação, o que parece fazer retroagir a lei penal, para agravar condutas ... Na segunda etapa (Capítulo III), iniciou-se o estudo da fraude contra credores no âmbito do processo falimentar, partindo-se da evolução do instituto no Brasil e da análise da disciplina da matéria no Decreto-Lei 7.661/45, com breves comparações à vigente legislação falimentar. Para Montenegro Filho a fraude não é instituto exclusivo do direito processual civil, ramificando-se no âmbito penal (com o cometimento dos crimes de fraude a execução - artigo 179 do CP; de fraude em arrematação judicial - artigo 358 do CP; de estelionato - artigo 171 do CP etc.), no âmbito civil (no cometimento da fraude contra credores, por exemplo), no processo de falência ... FRAUDE À EXECUÇÃO X FRAUDE CONTRA CREDORES. OD OAB Dicas.

LIVROS RELACIONADOS