Tortura – da Impunidade À Responsabilização

Tortura – da Impunidade À Responsabilização - Rodrigues,João Gaspar | Nisrs.org Leia o livro diretamente no seu navegador. Baixe o livro em formato PDF, TXT, FB2 em seu smartphone. E muito mais em nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Rodrigues,João Gaspar
DIMENSÃO
12,4 MB
NOME DO ARQUIVO
Tortura – da Impunidade À Responsabilização.pdf
ISBN
5494022132959

DESCRIÇÃO

A linguagem adotada no livro é acessível a todos os leitores, desde especialistas em direito penal e direitos humanos, quanto aos que preferem dados e informações em estilo menos formal. O manancial de ideias lançado nos diversos capítulos do livro não o aprisiona em segmentos cultos, mas o torna palatável a todos os gostos literários. Dada a intersetorialidade da abordagem, todos os profissionais das mais diversas áreas, se sentirão à vontade para perscrutar a mensagem do autor.

"Desde o início dos protestos pós-eleições na Bielorrússia, grupos de direitos humanos recolheram provas da tortura de centenas de manifestantes pacíficos e documentaram a morte de pelo menos quatro. Washington deve "pôr termo à sua política de impunidade e fazer com que os seus autores compareçam perante a justiça", apela ainda. A tortura, proibida pelo ex-Presidente Barack Obama dois dias após ter chegado ao poder em 2009, regressou ao debate público norte-americano durante a campanha eleitoral de 2016 que conduziu Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. A impunidade dos perpetradores e o medo e a paralisia dentro da sociedade são os principais obstáculos na luta contra a tortura.

É ainda mais difícil combater a tortura quando esta é vista como uma ferramenta legítima para a aplicação da lei. Para João Gaspar, os casos de torturas são significativos que já lhe renderam um livro com o título de "Tortura: Da impunidade a responsabilização", cujo lançamento aconteceu durante o 1º Seminário de Prevenção e Combate à Tortura no Amazonas, que aconteceu no dia 26 do de junho deste ano. brasileiro pela impunidade das torturas e execução sofridas por Vladimir Herzog Rio de Janeiro, 16 de maio de 2017.-A audiência pública do Caso Vladimir Herzog vs. Brasil, que tramita na Corte Interamericana de Direitos Humanos (OEA), será realizada dia 24 de maio na cidade de São José, na Costa Rica, sede da Corte.

LIVROS RELACIONADOS