Crise Das Democracias Liberais

Crise Das Democracias Liberais - Conci,Luiz Guilherme Arcaro Dias,Roberto | Nisrs.org Leia o livro diretamente no seu navegador. Baixe o livro em formato PDF, TXT, FB2 em seu smartphone. E muito mais em nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Conci,Luiz Guilherme Arcaro Dias,Roberto
DIMENSÃO
3,89 MB
NOME DO ARQUIVO
Crise Das Democracias Liberais.pdf
ISBN
9301567901767

DESCRIÇÃO

As transições liberais havidas desde o final do século XVII e XVIII sugeriram que a imposição da vontade dos povos e dos governantes, deles representantes, deviam estar fundadas no Estado de Direito, em que as atribuições do Estado e sua relação com a cidadania adviriam de um direito forjado a partir da vontade da maioria, a se manifestar diretamente ou por meio dos seus representantes e de direitos fundamentais estabelecidos, primeiramente, para controlar o Estado e seus agentes e para regular a participação política e, depois, para fomentar o bem-estar das pessoas.Mas a realidade não tem nada de linear. Ainda que tenhamos vivido momentos de profundo abandono desta proposta, e podemos citar, no plano estrangeiro, a ascensão do fascismo, do nazismo, do franquismo, do salazarismo e das diversas ditaduras latino-americanas, dentre outros, e, no Brasil, o Estado Novo e uma ditadura militar que durou 20 anos, os valores que se prestavam a proteger avanços surgiam a duras penas após tais retrocessos. Todavia, o modo de pensar a existência humana a partir da tolerância, da igualdade, da publicidade, da verdade e da solidariedade, ao lado de outros standards, vem sendo substituído pelo uso estratégico do medo do outro, da supremacia de alguns, da mentira como estratégia política e da primazia dos favorecidos sobre os desfavorecidos. De forma constante e crescente temos visto ganhar terreno em nosso espaço doméstico e internacional uma realidade iliberal e antidemocrática.Para analisar estas mudanças de ares, convidamos, além dos colegas brasileiros da PUC-SP, da Universidade Católica de Pernambuco, da PUC-PR, da UNIBRASIL, da UFPR e da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, outros da Argentina (Universidade de Buenos Aires e Universidade Nacional de Rosário), da Colômbia (Universidade de Medellín), da Itália (Universidade de Messina e Universidade Unitelma Sapienza), do México (Instituto Tecnológico Autônomo de México e do Centro de Pesquisas e Estudos Superiores de Antropologia Social) e do Chile (Universidade de Talca).

O neostalinismo, seus métodos, seus argumentos e seus mitos. Rui Rio e a crise do paradigma liberal Não deixa de ser curioso que uma das figuras que melhor represente o momento de crise do regime democrático e liberal se encontre na presidência do PSD. René Remond - A crise das democracias liberais Pós guerra: Crise das democracias parlamentar clássicas, crise econômica de 1929, ascensão do fascimo e o medo do comunismo A crise na democracia é causada por fatores internos e externos, o que dificultou que ela conseguisse resistir, diante dessas crises o fascismo e o socialismo apareceram como modelos mais dinâmicos Em toda a parte ... Manuel Castells Ruptura a Crise da Democracia Liberal Zahar (2018) 127 Pages. Manuel Castells Ruptura a Crise da Democracia Liberal Zahar (2018) I.

É muito fácil desdenhar das limitações, lentidões, contradições e decepções que são próprias da democracia representativa. SUBDOMÍNIO: CRISE, DITADURAS E DEMOCRACIA NA DÉCADA DE 30. Conhecer e compreender a Grande Depressão dos anos 30 e o seu impacto social ; Identificar os fatores que estiveram na génese da "Crise de 1929" nos EUA.

LIVROS RELACIONADOS