Assédio Moral e Organizacional

Assédio Moral e Organizacional - Farah,Bruno | Nisrs.org Temos o prazer de apresentar o livro . em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Farah,Bruno
DIMENSÃO
7,98 MB
NOME DO ARQUIVO
Assédio Moral e Organizacional.pdf
ISBN
4485743911986

DESCRIÇÃO

Qual a relação entre o aumento dos quadros de assédio e a depressão no trabalho? Pode o sofrimento gerado ser considerado acidente de trabalho? Como os dispositivos de gestão - política de metas, avaliação de desempenho, sistema de motivação - participam do assédio organizacional? Provocando o diálogo entre o campo do Direito e o da Saúde Mental de modo multidisciplinar, este livro, composto por pesquisadores da Justiça Federal, tem por objetivo analisar os efeitos humanos e jurídicos destas práticas de violência no trabalho, elevadas na contemporaneidade a tecnologias de gestão.

RESUMO O termo assédio moral institucional vem sendo utilizado como sinônimo de assédio moral coletivo, assédio moral organizacional, gestão por stress ou straining na doutrina e ... Além de visar à melhoria da produtividade, o assédio organizacional pode insti- tuir um verdadeiro "darwinismo organizacional", isto é, um método que promove de, maneira indiscriminada, a exclusão dos menos adaptáveis às exigências da empresa. Ainda assim, assédio moral e assédio organizacional são figuras diferentes. Diferentemente do assédio moral, que geralmente é praticado contra uma pessoa de forma individual, o organizacional engloba esse problema diretamente na estrutura e afeta diversos colaboradores, que muitas vezes não percebem que estão passando pela situação. Assédio Moral Organizacional Presencial E Virtual.

1 Estrela - Detestei 2 Estrelas - Não gostei 3 Estrelas - Bom 4 Estrelas - Gostei 5 Estrelas - Adorei. assÉdio moral interpessoal e organizacional: alcances e limites dos programas de compliance Article (PDF Available) in Percurso 2(29):448 · April 2019 with 6 Reads How we measure 'reads' organizacional. A pesquisadora e psicanalista francesa Marie-France Hirigoyen, em trabalho publicado em 2002, classifica o assédio moral em quatro categorias: isolamento, dignidade violada, atentado às condições de trabalho e violência verbal, física e sexual (ver Quadro 1).

LIVROS RELACIONADOS