77 Páginas Para Morrer

77 Páginas Para Morrer - Nascimento,Marcelo Almeida Do | Nisrs.org Leia o livro diretamente no seu navegador. Baixe o livro em formato PDF, TXT, FB2 em seu smartphone. E muito mais em nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Nascimento,Marcelo Almeida Do
DIMENSÃO
6,94 MB
NOME DO ARQUIVO
77 Páginas Para Morrer.pdf
ISBN
8193410262902

DESCRIÇÃO

Uma pistola pendurada em um fio telefônico. Referências aos cartazes de clássicos filmes de suspense, como as fitas de Hitchcock. Essa é a capa do lançamento “77 páginas para morrer” (nVersos Editora, 2015) que chega às livrarias brasileiras em agosto. O romance-enigma, escrito pelo paulistano Marcelo Almeida, convida o leitor a ser participante ativo da história e o coloca na narrativa de maneira interativa. A Ratoeira, o mais novo escritório de investigação particular da cidade, tem um novo e intrigante caso: o assassinato de duas pessoas que, aparentemente, estão ligadas a uma frase reveladora de um livro conhecido por muitos, lido por poucos. Durante a leitura, o Leitor segue cada passo da investigação como assistente do nada sagaz detetive J.K., formado por um curso a distância, e que tem uma cartomante enrolada e ávida por dinheiro como sócia e captadora de clientes. Como parte da narrativa, o leitor é a todo o momento levado a procurar referências na obra de Machado de Assis para conseguir fazer correlações entre a história que está sendo contada e a icônica relação de Bentinho e Capitú, do clássico “Dom Casmurro”. “O objetivo é criar uma história com elementos retirados de um livro importante da nossa literatura, de forma que o leitor possa dialogar com ambos os textos. A leitura desse livro não é um fim, mas um meio onde, com o apoio de recursos interativos e de imagem e som, leva-se o leitor a estabelecer ligações e comparações com determinada obra clássica, estimulando-o de forma proposital a comparar ambas.”, explica o autor. O livro é narrado em primeira pessoa e conversa com quem está lendo em diversos momentos. Durante a investigação, o leitor é apresentado a todos os personagens do livro pelo próprio protagonista da história como seu assistente. “A expectativa é que nasça no leitor uma dimensão atemporal onde ele, leitor, pode, ou não, tentar identificar em Dom Casmurro pistas sobre os prováveis suspeitos do primeiro crime e de sua morte, acompanhando o desenrolar das investigações por parte do detetive do livro referente ao projeto”, detalha o autor. Para atrair principalmente os jovens, a editora e o autor se dedicaram em criar uma forma de interatividade e integração das plataformas off-line com tecnologias online que atraem esses leitores ainda em formação. Em um ponto chave da história, a narrativa toma traços e balões de diálogos flertando com a linguagem dos quadrinhos, que confere uma dinâmica diferente em um momento em que a história se aproxima do seu ápice. Além disso, um QR Code levará o leitor a um hotsite do livro onde ele encontrará outros elementos narrativos que completarão a experiência de leitura.
LIVROS RELACIONADOS