Dar Corpo Ao Impossível

Dar Corpo Ao Impossível - Safatle,Vladimir | Nisrs.org Temos o prazer de apresentar o livro . em PDF, TXT, FB2 ou qualquer outro formato possível em nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Safatle,Vladimir
DIMENSÃO
3,27 MB
NOME DO ARQUIVO
Dar Corpo Ao Impossível.pdf
ISBN
3848788399844

DESCRIÇÃO

Em Dar corpo ao impossível, Vladimir Safatle parte de uma reflexão a respeito do sentido da última figura da dialética que o pensamento filosófico conheceu, a saber, a dialética negativa de Theodor Adorno. Ele recusa as interpretações deceptivas da dialética negativa, tão presentes até hoje, a fim de explorar suas dinâmicas de produtividade e as modificações que ela produz em conceitos como: totalidade, materialismo, sujeito, diferença e infinito. Isso leva Safatle a propor uma articulação de estrutura entre a dialética negativa e aquelas de matriz hegeliana e marxista. Articulação esta que procura compreender o sentido mais profundo das relações entre configurações da dialética e determinações históricas específicas. Trata-se ainda de se perguntar sobre o que a reatualização da dialética proposta por Adorno deve à psicanálise freudiana e à confrontação incessante à fenomenologia de Martin Heidegger. Ao final, Dar corpo ao impossível serve-se do saldo de tais reflexões para repensar a recusa da dialética que anima a filosofia francesa contemporânea, em especial através do anti-hegelianismo de Gilles Deleuze, assim como para retomar o uso que a dialética, enquanto experiência crítica, conheceu no Brasil, em especial graças a Paulo Arantes.

Esse programa está em Português e é compatível com Android, baixe grátis e instale agora mesmo! Lançamento do livro Dar corpo ao impossível, de Vladimir Safatle. Debatedores: Marilena Chaui e Paulo Arantes.

Ele recusa as interpretações deceptivas da dialética negativa, tão presentes até hoje, a fim d… Ao final, Dar corpo ao impossível serve-se do saldo de tais reflexões para repensar a recusa da dialética que anima a filosofia francesa contemporânea, em especial através do anti-hegelianismo de Gilles Deleuze, assim como para retomar o uso que a dialética, enquanto experiência crítica, conheceu no Brasil, em especial graças a Paulo Arantes. Dando corpo ao impossível . Vladimir Safatle disse: 12 de junho de 2018 .

LIVROS RELACIONADOS