Curral da Morte

Curral da Morte - Oliveira,Jorge | Nisrs.org PDF, TXT, FB2. ePUB. MOBI. O livro foi escrito em 2021. Procure um livro sobre nisrs.org.

EM FORMAÇÃO

AUTOR
Oliveira,Jorge
DIMENSÃO
12,87 MB
NOME DO ARQUIVO
Curral da Morte.pdf
ISBN
9141964317720

DESCRIÇÃO

Em 1957, numa sexta-feira 13, durante a votação do impeachment do governador Muniz Falcão, um tiroteio no plenário da Assembléia Legislativa de Alagoas matou um deputado e deixou oito feridos. Entre eles, o jornalista Márcio Moreira Alves. Em pouco mais de 10 minutos, mais de mil tiros de metralhadora e de revólveres foram disparados. De lá para cá, Alagoas — considerada por Décio Freitas a Sicília Brasileira — nunca mais foi a mesma. Durante meio século, o estado freqüentou, com assiduidade, as páginas policiais dos grandes jornais e revistas do país. CURRAL DA MORTE é um apanhado de informações valiosas recolhidas pelo jornalista e cineasta Jorge Oliveira ao longo dos últimos 30 anos. Documentos e dados meticulosamente estudados para inserção em reportagens de diversos jornais e revistas brasileiros. Durante grande parte de sua vida, ele ouviu personagens envolvidos nos crimes políticos alagoanos e, ainda, de outras localidades. O resultado é uma história fascinante, que envolve poder, dinheiro, política e, sobretudo, muita intriga.Nomes conhecidos do cenário político nacional desfilam nessas páginas, em um emaranhado de episódios e complôs que resultaram no primeiro impeachment de um governador no Brasil — Carlos Lacerda, Arnon de Mello, Tenório Cavalcanti, Juracy Magalhães, Marechal Teixeira Lott, Juscelino, Muniz Falcão, entre outros. Aqui, o autor traz à tona traços marcantes da terra alagoana. E desvenda a aspereza dos conflitos sociais de uma região marcada pelo atraso e pela barbárie. Uma espécie de terra de ninguém, onde os litígios se dissolviam com os chamados “crimes de mando”.Em CURRAL DA MORTE, Jorge Oliveira resgata um dos acontecimentos mais marcantes da história recente brasileira. São revelações inéditas e intrigantes de um mata-mata que durou mais de vinte anos, patrocinado pelo famigerado Sindicato do Crime alagoano. Ao dar unidade a fatos enevoados, imprecisos e descontínuos, perdidos no tempo, Jorge Oliveira corrige uma falha da nossa historiografia e cria um livro necessário para se entender o Brasil atual.

Em pouco mais de 10 minutos, mais de mil tiros de metralhadora e de revólveres foram disparados. De lá para cá, Alagoas — considerada por Décio ... Segundo informações do tenente Mesquita da Ciptur de Luís Correia, o jovem foi encontrado por populares, morto dentro de um pequeno lago.

Fornecemos, em parceira com as maiores editoras do país, os PDFs dos primeiros capítulos dos principais lançamentos editoriais. Damiana Paulino, de 32 anos, morreu na manhã deste sábado (27) após passar 13 dias internada no Hospital de Trauma de Campina Grande. O acidente ocorreu no dia 13 de fevereiro entre as cidades de Curral Velho e Manaíra (PB).

LIVROS RELACIONADOS